Procurar:

Apoiado pelo
Ministério da Educação


Estabelecimento de Ensino Integrante da Rede Pública
Financiado pelo Ministério da Educação ao abrigo de Contrato de Associação

Cofinanciado:


 

Aluna do Colégio de Nossa Senhora da Graça participa na Missão Rock in Rio 2016

Inês Português do 1ºano do Curso Profissional Técnico de Receção, que frequenta o Colégio Nossa Senhora da Graça, em Vila Nova de Milfontes, participou na Missão JRA (Jovens Repórteres para o Ambiente) no Rock in Rio 2016, através da ABAE (Associação da Bandeira Azul da Europa), que decorreu entre 18 e 21 de maio de 2016, no Parque da Bela Vista, Lisboa.

Entrada principal
Entrada principal

O Festival Rock in Rio nasceu no Rio de Janeiro, em janeiro de 1985, com o empresário Roberto Medina. Dois meses depois, a 15 de março desse ano, o Brasil sairia da Ditadura. Na 3ª edição, de janeiro de 2001, precedendo a realização do 1º Fórum Social Mundial (realizado no Brasil, entre 25 e 30 de janeiro de 2001) Roberto Medina trás ao festival a preocupação social, ou seja a de contribuir para a construção de um mundo melhor. Em 2004, o evento internacionaliza-se com a realização do espetáculo em Lisboa.

Este evento musical, com um histórico de doze anos em Portugal, trouxe assim, desde a sua origem, uma preocupação e uma marca social muita assumida, para além da sua vertente de entretenimento e revelação musical e artística. A ideia foi mobilizar os festivaleiros e, de modo particular os jovens, para a ideia de construção de “Um Mundo Melhor”.

Neste sentido, a preocupação de mostrar e incutir uma consciência ambiental crítica e ativa, cívica, é uma das vertentes sociais do projeto, desenvolvido em Lisboa, através de uma parceria com a ABAE e que está a levar, anualmente, vários jovens das escolas portuguesas ao Rock in Rio de Lisboa.

 

Das vivências experimentadas neste evento espetacular, eis algumas anotações do Diário de uma JRA no Rock in Rio 2016, em Lisboa.

 

18 maio, quarta-feira.

Dora Palma, Coordenadora do projecto de sustentabilidade do Rock in Rio
Dora Palma, Coordenadora do projecto de sustentabilidade do Rock in Rio

 

Após a chegada a Lisboa dos JRA, decorreram as apresentações, a criação de grupos de trabalho e as primeiras entrevistas.

O primeiro tema abordado foi o impacto do evento nos moradores do Bairro da Flamenga, Freguesia de Marvila. Para o efeito tive a oportunidade de entrevistar a Dr.ª Dora Palma, bastante experiente no festival como Coordenadora do Projeto de Sustentabilidade do festival Rock in Rio. O dia terminou com um passeio por Lisboa: Rossio - Terreiro do Paço - Bairro alto.

19 maio, quinta-feira

Abertura do recinto ao público. Durante a manhã, para os JRA, decorreu a redação de artigos referentes às entrevistas realizadas, no dia anterior; e a preparação das entrevistas a realizar durante toda a tarde. O tema em destaque era o prémio “Atitude Sustentável”, para distinguir o stand/fornecedor ou loja que melhor desempenhasse atitudes e comportamentos sustentáveis.

 

Stand da Super Bock no RIR 2016, potencial candidato ao prémio”Atitude Sustentável”.
Stand da Super Bock no RIR 2016, potencial candidato ao prémio”Atitude Sustentável”.

Durante o dia Reporter, à noite a oportunidade de me divertir. E como…!? A fazer “Slide”; assistindo ao concerto de Bruce Springsteen, the Boss, e ainda…, dançar no palco da “Yorn”! Fabuloso.

 

20 maio, sexta-feira

Durante a manhã realizou-se as fotorreportagens e os artigos relativamente aos temas estudados anteriormente. A tarde serviu para acrescentar e selecionar informação que faltava, explorando os vários planos possíveis, de forma a complementar as reportagens.

JRA entrevistam Vítor Fonseca, no backstage da Street Dance
JRA entrevistam Vítor Fonseca, no backstage da Street Dance

Da parte lúdica e recreativa deste dia de festival destaco a Roda Gigante pois foi um dos elementos que muito me marcou, assim como a entrevista a Vítor Fonseca,”Cifrão”. Por sua vez, o Mika e os Queen+Adam Lambert, também nos deram um “show” espetacular.

 

21de maio, sábado

Finalização de todos os trabalhos, realizados durante a Missão JRA no Rock in Rio 2016. E, após o almoço, vieram as despedidas – Foi o que me custou mais! No final, todos nós, os participantes na Missão, recebemos um certificado de participação pela ABAE.

O grupo JRA com os monitores à entrada do recinto.
O grupo JRA com os monitores à entrada do recinto.

 

Esta Missão JRA no Rock in Rio 2016 permitiu-me desenvolver capacidades fundamentais para a vida em sociedade, nomeadamente a convivência e o trabalho cooperativo, de equipa.

Neste projeto foi também importante perceber o trabalho de um repórter e ter a oportunidade de conhecer famosos e entidades importantíssimas para a concretização de um dos maiores festivais do mundo, com um projeto social e ambiental de grande qualidade e exemplar.

 

 

Todos os artigos realizados pelos participantes estão publicamos em: http://jra.abae.pt/plataforma/

A Jovem Repórter do Ambiente RIR 2016, muito Feliz
Inês Português